Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Conforme proposta do deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), o governo do Estado deverá lançar uma campanha de conscientização sobre a doença Herpes-Zóster nos próximos anos. A medida consta no Projeto de Lei (PL) nº 335/2019, aprovado por unanimidade no Plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) na terça-feira (10).

A doença, popularmente conhecida como ‘cobreiro’, se manifesta numa inflamação aguda causada pelo mesmo vírus da catapora (varicela). Os principais sintomas são bolhas, vermelhidão e dor intensa na extensão do nervo da medalha espinhal até a pele. Pode deixar sequelas como cegueira e surdez, além da taxa de mortalidade aumentar a partir dos 50 anos.

Foto: Elisa Garcia

O autor do PL explica que os objetivos da campanha serão promover ampla divulgação sobre a doença e ampliar a atuação do Estado em torno dela, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Susam). “Todo ano, mais de dez mil pessoas são hospitalizadas na rede pública, em todo o País, por conta da Hérpes-Zóster”, aponta o deputado Ricardo Nicolau.

O texto aprovado na Aleam estabelece diferentes frentes para o enfrentamento da Herpes-Zóster: veiculação de anúncios publicitários nos meios de comunicação, afixação de cartazes informativos, distribuição de cartilhas em unidades de saúde públicas e privadas, realização de palestras e audiências públicas e atualização e treinamento dos profissionais de saúde sobre o tema.

“A Herpes-Zóster pode surgir em quem já teve catapora, geralmente na infância, porque ambas as doenças são causadas pelo mesmo vírus, que fica adormecido no organismo durante toda a vida do indivíduo. A reativação desse vírus acontece com a queda na imunidade e é natural que isso aconteça na idade adulta”, explica Ricardo Nicolau.

O PL nº 335/2019 segue agora para sanção do Poder Executivo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •