Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) aprovou em Plenário, nesta semana, o Projeto de Lei (PL) nº 361/2019, que garante o direito à realização de exame para detectar trombofilia, decorrente do uso de anticoncepcionais. O PL é de autoria das deputadas Alessandra (MDB) e Mayara Pinheiro (PP).

No texto do projeto, as parlamentares alegam que casos de trombose em mulheres estão relacionadas ao uso de anticoncepcional, cujos hormônios presentes na composição afetam a coagulação sanguínea e podem favorecer a formação de coágulos, causando a trombose. O PL, então, obriga médicos a solicitarem exames para detectar a trombofilia antes de prescreverem os contraceptivos.

“As mulheres muitas vezes sofrem de trombose e outros males causados pelo uso de anticoncepcionais e que poderiam ser evitados. Quando se usa um método contraceptivo hormonal, a mulher precisa ser orientada pelo médico antes de receber a prescrição e fazer exame para saber se tem predisposição à trombose. Temos que cuidar da saúde nossas mulheres e meninas”, explicou a deputada Alessandra.

De acordo com o PL, todas as mulheres terão direito à realização do exame considerando os seguintes critérios: histórico pessoal ou familiar de tromboembolismo venoso; trombose antes dos cinquenta anos na ausência de fatos de riscos transitórios; tromboembolismo recorrente; trombose atípica (mesentérica, esplênica, hepática, renal, cerebral); parente do 1o grau com mutação específica; patologia obstétrica, exceto trombofilia adquirida (Síndrome do Anticorpo Antifosfolipídeo).

A trombofilia é uma predisposição para desenvolver trombose causada por defeitos na coagulação do sangue, que pode ser hereditária ou adquirida por condições clínicas, como doenças; imobilização prolongada; gravidez; puerpério (período de 45 dias após o parto); e o uso de medicamentos, entre eles o anticoncepcional.

Diabetes, histórico de problemas cardiovasculares e do sistema circulatório, obesidade e predisposição genética para a trombofilia são alguns dos fatores de risco para trombose.

Mulheres que fumam não devem fazer uso de contraceptivo hormonal, pois, o tabagismo, aliado aos hormônios do contraceptivo, eleva significativamente os riscos de trombose, AVC e ataque cardíaco.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •