Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma semana após o retorno das Sessões Plenárias de forma presencial e remota na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), no último dia 7, a Diretoria de Saúde da Casa reforça os cuidados e recomendações para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, causador da Covid-19, da parcela de funcionários que voltou a frequentar a sede do Poder Legislativo.

Segundo o diretor de Saúde da Casa, médico Arnoldo Andrade, as ações da Aleam contra a Covid-19 começaram na primeira semana de março e agora, quase quatro meses depois, os cuidados permanecem.

“A Diretoria de Saúde elaborou e forneceu um protocolo de biossegurança para o retorno das Sessões. Esse protocolo fornece todas as orientações e normas do Ministério da Saúde, como distanciamento entre pessoas, higiene pessoal, sanitização do ambiente, que tem que estar aberto e ventilado”, explicou.

As Sessões Plenárias híbridas, em que há a presença de deputados estaduais e alguns assessores no plenário Ruy Araújo e também a participação dos deputados de forma remota, fizeram com que a Aleam passasse a cumprir diversos protocolos de segurança com o intuito de assegurar que a transmissão do vírus não aconteça.

Para o diretor de Saúde, os mecanismos de proteção como o uso de máscara, álcool e o distanciamento, além de outros procedimentos, farão com que haja uma diminuição da incidência do vírus. “Devemos aguardar mais para que haja aglomerações no local, trazer o mínimo de pessoas para a Aleam, utilizando a forma remota pela internet até termos certeza absoluta de que tudo está sob controle”, afirmou.

Acesso

De acordo com ato da Mesa Diretora da Aleam, a entrada da população em geral continua suspensa. A entrada de profissionais da imprensa no plenário também continua em suspensão, sendo analisada apenas em casos de excepcionalidade e apenas até o saguão de entrada. O ato excepcional deverá ser autorizado pela Diretoria de Comunicação.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •