Divulgação/Divulgação
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Veja – Bebidas compostas por leite vegano, como de soja ou de amêndoas, podem ser menos saudáveis do que as bebidas feitas com leite tradicional, segundo pesquisa realizada pela Action on Sugar, uma instituição de caridade do Reino Unido. De acordo com os resultados, as bebidas quentes feitas com leites alternativos contém muito mais açúcar e, apesar disso, os clientes não têm acesso a essa informação de forma clara e compram o produto acreditando que é mais saudável e menos calórico.

A equipe descobriu que um café expresso feito com leite vegano, por exemplo, pode conter quase sete colheres de açúcar e 350 calorias em comparação com a mesma bebida feita com leite semidesnatado (cinco colheres de açúcar e 168 calorias). Já o café expresso com caramelo pode ter mais de 20 colheres de açúcar – o equivalente a quatro bolos de chocolate branco e morango ou três latas de Coca-Cola.

Por causa disso, a Action on Sugar alertou que os consumidores procurando por alternativas mais saudáveis que o leite tradicional podem estar consumindo açúcar em excesso devido à falta de rotulagem das bebidas. “Os clientes que procuram alternativas de laticínios podem se surpreender ao saber que muitas cafeterias usam leites alternativos pré-adoçados. Isso porque as informações nutricionais geralmente não estão facilmente disponíveis”, comentou Katharine Jenner, da Universidade Queen Mary, na Inglaterra. 

Os valores foram avaliados a partir da análise de bebidas feitas em cafeterias e redes de fast food populares do Reino Unido – algumas que também estão presentes no Brasil.

Alerta

Para os pesquisadores, as descobertas são preocupantes e devem servir de alerta, pois o problema também pode afetar as crianças, que também ingerem algumas dessas bebidas, como o chocolate quente. “Todos os dias, pelo menos 100 crianças estão em hospitais do Reino Unido com dentes podres arrancados por causa de cáries provocadas por alimentos e bebidas açucaradas”, alertou Saul Konviser, da Dental Wellness Trust, no Reino Unido. 

O especialista ainda destacou que as cafeterias precisam agir de forma mais responsável, começando por reduzir a quantidade de açúcar dos produtos alimentícios que produzem. “[As empresas] precisam parar de colocar os lucros à frente da saúde da população. Elas estão alimentando a obesidade, o diabetes tipo 2 e a crise de cárie dentária”, ressaltou. 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •