Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com intuito de desmistificar as ciências e levar conteúdos de química, física e biologia para além da sala de aula, os alunos da Escola Estadual Maria Madalena realizaram, na quinta-feira (29/11), a segunda edição do projeto “Ciência na Praça”, que acontece no bairro Armando Mendes, zona leste de Manaus, e busca mostrar à população e aos estudantes o quanto as disciplinas de ciências, podem ser interessantes, simples e acessíveis.

Durante a feira, os projetos apresentados foram: “Criação de molho de pimenta”, “Produção de sorvete caseiro”, “Sistema de alerta de inundação”, “Leis de Newton”, “Suco Detox” e outros.

A orientadora da iniciativa, professora Nancy Barbosa, afirma que após a ótima aceitação da primeira edição do projeto, a escola determinou que a atividade deverá constar no calendário fixo anual da unidade. “Nossa intenção é mostrar aos estudantes e à população o quanto a ciência faz parte de nossas vidas, e, por isso, nada melhor que escolher a praça do nosso bairro, visto que existe aqui transitam vizinhos, comerciantes e pais, e que podem ter acesso aos experimentos químicos produzidos pelos alunos com materiais muitas encontrados em casa”, conta.

Ao todo foram apresentados 12 projetos das disciplinas de geografia, biologia, matemática, física e química. A gestora da unidade escolar, Arlete Oliveira, falou do estímulo dos estudantes ao realizarem a culminância dos experimentos desenvolvidos durante o ano. “A mostra dos resultados é específica das disciplinas de ciências, porém o projeto interage com todas as outras matérias estudadas durante o ano letivo, e o que percebemos é reflexo da ação na absorção dos outros conteúdos”, explica Oliveira.

Projetos – O estudante Paulo Vitor, do 3º ano ensino médio, que com mais duas colegas apresentou o projeto “Suco Detox”, explicou o motivo da escolha do tema. “Escolhemos o suco Detox por entender que muitas pessoas consideram o uso do suco para apenas uma função, sendo que este traz inúmeros benefícios para a saúde. Porém, isso partia de um amplo trabalho de pesquisa e foi o que a nossa equipe se prontificou a fazer”, cita o estudante.

Os estudantes apresentaram sucos de couve com hortelã, limão e gengibre, melancia com limão e abacaxi e cenoura, abacaxi e limão.

Ainda conforme Paulo Vitor, o grupo surpreendeu-se com as inúmeras propriedades tão importante para a saúde e ainda a ótima aceitação dos estudantes. “Sem dúvida foi uma atividade desafiante, pois nos incitou a trabalhar com frutas que não temos costumes de consumir no nosso dia-a-dia, principalmente porque os sucos detox tem misturas tão diferentes, porém deixamos toda a insegurança de lado e ficamos contentes com a ótima aceitação dos alunos e com o resultado final”, disse.

Sorvete caseiro – Os estudantes Maria Beatriz, Romildo Parente e Douglas Mutio optaram por desenvolver o sorvete caseiro, a fim de estimular o melhor entendimento do química na prática. “O sorvete é algo que todo mundo consome, e nós gostaríamos de trazer algo que faz parte do nosso cotidiano, pois só assim conseguimos explicar o quanto a ciência está presente no nosso dia-a-dia, e isso está ligado diretamente os produtos que consumimos”, conta o estudante Romildo Parente.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •