Foto: Cleudilon Passarinho
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

De hoje até quinta-feira (20/08), 50 alunos da Escola de Formação Francisca Saavedra, unidade do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) na capital, estarão participando da segunda etapa do projeto “Voluntários da Saúde na Escola”.

A primeira etapa ocorreu semana passada, com a participação de 22 alunos voluntários. Eles serão responsáveis por capacitar servidores não docentes a colocarem em prática o Protocolo de Prevenção e Proteção contra a Covid-19 na volta às aulas presenciais. O objetivo é evitar o aumento do número de casos de contaminação pelo novo coronavírus.

O grupo de voluntários que irá percorrer escolas da capital é formado por alunos do Cetam da área da saúde, mais especificamente dos cursos técnicos de Enfermagem, Segurança do Trabalho, Saúde Bucal e Radiologia. Na segunda-feira (17/08), eles estiveram reunidos no auditório do Centro de Treinamento Padre José de Anchieta (Cepan), no Japiim, zona sul de Manaus, onde receberam orientações acerca da doença, além de dados atualizados dos casos de Covid-19 no Amazonas e no Brasil.

Vinícius Vizzani, 23, estudante do curso Técnico de Enfermagem, é um dos voluntários que ajudará nesse recomeço das atividades. “Também fizemos cursos on-line pela plataforma da Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) e no portal da UNA-SUS para aprendermos mais a respeito do Covid-19. Fomos treinados para treinarmos outros profissionais”, disse Vizzani, frisando ser de extrema importância o trabalho de oferecer segurança aos alunos na volta responsável às aulas.

Multiplicadores – De acordo com o coordenador de cursos do Cetam, Francisco Queiroz Menezes, os alunos voluntários serão multiplicadores das informações recebidas, agregando às informações que já tinham recebido em sala de aula. “Eles vão ajudar na sensibilização dos servidores não docentes na luta contra a Covid, no ambiente escolar. Esse projeto é uma parceria entre Seduc/Cetam e objetiva fortalecer a sociedade para o combate à doença”, frisou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •