Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ex-governador Amazonino Mendes sempre foi amante e frequentador compulsivo dos salões de dança. Depois da política, jogar dominó e dançar um compassado bolero, cair no frevo, no samba ou no baião, no ritmo da zabumba, sanfona e triângulo, sempre foram o forte do ex-governador “Negão”; fosse nas barracas do interior Amazonas ou no melhores salões de Manaus.

Amazonino, entretanto, nem sempre se permitiu às paixões desacerbadamente. Aprendeu com o pai Armando de Souza Mendes- ex-deputado e prefeito de Eirunepé -, que em política não se deve bobear ou “dormir de touca” para depois não chorar.

Neste Carnaval sabe o que fez o “velho comunista” enquanto alguns sonhadores dormiam de touca?

Claro, Amazonino ignorou os agudos clarins de chamado do “Zé Pereira” e foi viabilizar a sua candidatura à Prefeitura de Manaus e, quiçá, como gosta de falar, o governo do Amazonas com a presidente do Podemos, deputada Renata de Abreu.

O resultado do encontro?

Amazonino Mendes, segundo informação de bastidores, é o candidato do Podemos a Prefeito de Manaus. Simples assim.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •