Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ex-governador Amazonino Mendes voltou às redes sociais na quinta-feira, 17, bem à vontade, comunicativo, solto, direto e seguro no uso das palavras, objetivo e, sobretudo, com fácil sorriso nos lábios.

Do quintal da casa do Tarumã, onde reside há duas décadas, cercado de muita vegetação e animado pelo canto de barulhentos de pássaros silvestres, Amazonino convida os seus seguidores a falar sobre o tema que mais lhe agrada: a Amazônia.

Defensor entusiasta da soberania da região, o ex-governador destacou que não será através do confronto beligerante o caminho para defendê-la da cobiça internacional.

Segundo ele, o primeiro passado é reconhecer que o país errou e continua a errar em relação às políticas de desenvolvimento, preservação e de pesquisa e traçadas ao longo dos tempos para a Amazônia.

“A gente não pesquisa, não sabemos o que  temos. A Amazônia é uma esfinge, maior do que o nosso país sob o ponto de vista técnico, científico e de futuro”, comenta. “Não temos informação, não sabemos, sequer, onde pisamos, o que fazer dela (a Amazônia) por falta investimento na pesquisa, completa.

Veja o vídeo


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •