Só em despesas com Correios, a instituição reduziu os gastos em 90%, passando de R$ 112 mil para os atuais R$ 11 mil em gastos
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em consonância com a política do Governo do Estado de otimização dos recursos financeiros, o Fundo Previdenciário do Amazonas (Amazonprev), a partir de sua certificação pela norma ISO 9001-2015, tem demonstrado avanço por meio de contínuos aprimoramentos na sua gestão de qualidade.

Dois exemplos de queda nos custos internos são citados por Rilma Ferreira, responsável pelo Sistema de Gestão de Qualidade (SGQ) da Amazonprev, são lições de economia na instituição. Ela conta que, entre 2018 e o primeiro quadrimestre de 2019, a Fundação reduziu em 90% os gastos com Correios, passando de R$ 112 mil para os atuais R$ 11 mil.

O freio econômico também foi sentido nas despesas com telefonia, que apresentou baixa de 16%. “O SGQ também fornece dados que ajudam a Amazonprev na prestação de contas de seu desempenho, tanto para o Governo do Estado quanto aos aposentados e pensionistas e à sociedade”, justifica a servidora.

Rilma esclarece que existe um estudo relacionado a outros gastos, como água, luz, impressão em papel, transporte, dentre outros. “Esse levantamento demonstra quando há uma redução de custos e o quanto esse valor economizado pode ser aproveitado ou realocado para outras áreas de despesas de custeio”.

Para o presidente da Amazonprev, André Luiz Zogahib, desde a primeira certificação do órgão, há nove anos, o sistema de aprimoramento dos controles de gastos internos vem sendo melhorado, o que tem acarretado economia para a instituição.

“E esses fatores têm contribuído para uma gestão enxuta, com baixo nível de gastos, sem esquecer dos investimentos no aperfeiçoamento dos nossos serviços oferecidos ao público”, pondera Zogahib.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •