Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A crise no Flamengo é enorme. Após levar goleada por 4 a 0 para o Inter, no Beira-Rio, torcedores de uma torcida organizada do clube carioca agrediram o lateral-esquerdo André Santos, que estava deixando o estádio e ingressando em uma van pois tinha um voo para pegar antes da delegação do clube carioca.

Cerca de 30 torcedores conseguiram acessar a área onde estava o jogador e o agrediram com socos e pontapés. As informações são dos repórteres Filipe Gamba e Rodrigo Oliveira, da Rádio Gaúcha. Apesar da ação da Brigada Militar, que até conseguiu coibir a violência, o camisa 27 flamenguista foi atingido no Beira-Rio.

Dentro da van, com escoriações, ele ouvia gritos de "no Ninho do Urubu (centro de treinamentos do Flamengo) a porrada vai comer". Além disso, a torcida presente no pátio do estádio apontava para o goleiro Felipe como próximo alvo.

Sobre o ocorrido, o técnico colorado Abel Braga lamentou o momento vivido pelo Flamengo e condenou totalmente os atos de violência que aconteceram.

— Sobre isso aí, é lamentável. Ninguém quis vir para cá perder. Mesmo com um jogador a menos. No terceiro ou quarto gol, disse para nos colocar no lugar deles. Estavam correndo e lutando. Disse para não tocarem a bola. Gostei da postura do time. Futebol hoje, com um jogador a menos, complica — disse. — O Flamengo é uma nação apaixonada, mas agredir, não. Xinga, vaia, mas agredir se perde a razão — completou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •