Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Duílio Monteiro Alves, atual diretor de futebol do Corinthians, será o candidato à presidência do clube pelo grupo “Renovação e Transparência”. Quem garante é o presidente Andrés Sanchez.

O mandatário assegurou que o dirigente concorrerá nas eleições do final do ano, agendadas para 28 de novembro, em participação no programa Encontro de Craques, que vai ao ar na noite desta quinta-feira.

“O Duílio Monteiro Alves vai ser candidato meu, sim. Vai ser candidato do grupo. E, com certeza, o corintiano tem que olhar para tudo que foi feito nesses últimos 10, 12 anos para ver se merece a continuidade, ou não”, declarou Andrés antes de listar as conquistas durante as últimas gestões da chapa.

“Nós não tínhamos CT da base, nem CT profissional. Temos. Nós não tínhamos arena. Temos. ‘Não vai pagar’. Estamos pagando. Temos Mundial, Libertadores, que quem ganhou não foi o Mário Gobbi, não foi o Duílio, não fui eu, não foi ninguém. Quem ganhou Mundial, Libertadores, Brasileiro foi o Corinthians”, completou.

Duílio é tido como favorito há meses para ser o candidato da situação, que está à frente do Corinthians desde o segundo semestre de 2007. Contudo, falta uma sinalização do diretor de futebol, que agora prepara a candidatura nos bastidores.

O dirigente, inclusive, tinha uma entrevista coletiva marcada para o último dia 28 de julho, mas o clube decidiu adiá-la por conta do falecimento do jornalista e apresentador Rodrigo Rodrigues. Após isso, Duílio não atendeu mais a imprensa.

Quem é

Duílio Monteiro Alves tem 47 anos e foi escolhido por Andrés Sanchez em 2010 para ingressar no departamento de futebol e trabalhar ao lado de Roberto de Andrade à época, em substituição a Mário Gobbi, depois de liderar o departamento cultural durante o centenário corintiano.

Ele também foi diretor-adjunto de futebol e trabalhou no mandato de Mário Gobbi, entre 2012 e 2015. Voltou em 2018, assim que Andrés Sanchez foi eleito para sua segunda passagem pela presidência.

Duílio é filho de Adilson Monteiro Alves, sociólogo e diretor de futebol do Corinthians de 1982 a 1984, época em que se instituiu a “Democracia Corinthiana”. (Gazeta Esportiva)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •