Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária pediu que o Conselho Federal de Medicina emita um alerta a médicos para que relatem suspeitas de doenças relacionadas ao uso dos cigarros elétricos. O pedido também foi enviado a 252 instituições de saúde.

A agência pediu para que médicos que atendam pacientes com sintomas de doenças pulmonares com causa desconhecida investiguem se há uma possível relação com o uso dos aparelhos, obtendo assim mais informações sobre o produto, a frequência e a forma de uso.

Em teoria, a venda do produto é proibida no Brasil. Mas, ainda assim, o mercado é quente. Nos Estados Unidos, os cigarros eletrônicos movimentaram US$4,2 bilhões em 2018. A expectativa é 1 crescimento de 24,1% de 2019 a 2025.

A Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia também emitiu alerta direcionado aos pneumologistas sobre a Doença Pulmonar Severa relacionada ao uso dos dispositivos.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •