© Marcello Casal JrAgência Brasil
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um dia após dizer que gostaria de “encher com uma porrada” a boca de um repórter do jornal O Globo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a tratar a imprensa de forma desrespeitosa. Durante pronunciamento em evento com médicos no Palácio do Planalto, nesta segunda-feira 24/8), o chefe do Executivo se referiu a jornalistas como “bundões”. Com informações de Metrópoles.

“Sempre fui atleta das Forças Armadas. Aquela história de atleta, que a imprensa gosta de tratar com deboche. Mas quando pega num bundão de vocês, a chance de sobreviver é bem menor. Só sabe fazer maldade e usar a caneta com maldade, em grande parte”, disparou. Também negou ter criado o diminutivo “gripezinha” para se referir ao novo coronavírus. “Quem falou ‘gripezinha’ foi o Drauzio Varella“, eximiu-se, sem mencionar que as declarações do médico foram dadas antes da chegada da pandemia ao Brasil.

Ameaça

Bolsonaro visitou a Catedral de Brasília neste domingo (24/8) quando foi questionado pelo jornalista sobre os depósitos feitos pelo ex-assessor de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), Fabrício Queiroz, na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

“Minha vontade é encher tua boca na porrada, tá?”, respondeu o presidente.

Após a reação de Bolsonaro, outros repórteres que estavam no local perguntaram ao chefe do Executivo se aquilo se tratava de uma ameaça. O presidente não respondeu aos questionamentos e deixou o local logo em seguida.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •