Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A jornalista Maju Coutinho, atual apresentadora do Jornal Hoje, foi alvo de muitos ataques nas últimas semanas. Tudo aconteceu depois que o noticiário criticou a postura do presidente Jair Bolsonaro, mas as críticas a ela já não são novidades.

Desde que ganhou maior notoriedade na Globo, a internet está repleta de comentários nocivos e muitas vezes racistas contra a âncora. Em uma entrevista à revista Raça Brasil, da qual é capa, Maju falou a respeito de intolerância.

Durante o bate-papo, a jornalista explicou que fica muito orgulhosa por ser vista como uma representante para muitas crianças negras que acompanham seu trabalho. “Sou marcada com frequência em postagens de fotos e vídeos de crianças negras na frente da tela da TV com minha imagem ao fundo, apresentando o JH”, orgulha-se.

“Geralmente, a legenda das publicações menciona a importância da representatividade. Essas postagens são como presentes nestes tempos tensos que estamos vivendo”, opinou a profissional, que já esteve à frente também do Jornal Nacional.

Haters e intolerância

Na sequência, a intolerância foi tema da conversa. “É um momento de tamanha intolerância, que aqueles que se sentem incomodados com fatos contrários a sua posição ideológica extravasam ódio e reagem de modo, geralmente, muito mal-educado”, diz.

Rapidamente, Maju Coutinho falou a respeito das críticas e ataques que recebe dos haters. Ela garante que faz o possível para ignorar esse tipo de coisa, mas pensa em ir à Justiça denunciar casos mais graves, já que esses crimes não devem ficar impunes.

Ao encerrar a conversa, a apresentadora do Jornal Hoje diz que é uma grande responsabilidade ser uma referência no movimento antirracista. “E isso implica em contribuir para que o debate e as ações de inclusão de nós negros na sociedade avancem. O avanço se dará quando a presença negra em diversos setores for naturalizada”, concluiu.  (Portal Overtube)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •