Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

METRÓPOLES – Transmitido por meio de gotículas, o coronavírus pode ficar depositado em superfícies por muitas horas. As roupas e lençóis são alguns dos exemplos de tecidos que podem ter o vírus — não há informações específicas sobre o coronavírus, mas micro-organismos semelhantes a ele podem sobreviver até 96h em tecidos.

Segundo a Sociedade Brasileira de Infectologia, a recomendação é separar as roupas pessoais e roupas de cama de pessoas infectadas. A higienização deve ser feita à parte, com uso de detergente próprio. “Caso não haja a possibilidade de fazer a lavagem destas roupas imediatamente, a recomendação é que elas sejam armazenadas em sacos de lixo plástico até que seja possível lavá-las”, diz a entidade.

Quem manipular essas roupas deve lavar as mãos com água e sabão ou higienizá-las com álcool gel imediatamente após o toque. Caso não esteja infectada, a pessoa pode seguir o método normal que usa para lavar roupas.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •