Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito Arthur Neto (PSDB) elogiou na tarde da sexta-feira, 12, a decisão do presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre, da Medida Provisória 979, que daria ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, o poder de escolher reitores temporários em universidades e institutos federais.

“Nada de o ministro indicar gente que pense como ele. Abraham Weintraub queria mesmo era usar a MP para nomear um monte de Weintraubzinhos mandando nas universidades brasileiras. Ele não tem esse direito”, defendeu.

A Medida Provisória, que daria ao ministro o poder de escolher reitores temporários em universidades e institutos federais, sem consulta prévia durante a pandemia do novo coronavírus, para Arthur Neto é um retrocesso – uma espécie de fotocópia usada  nos tempos da ditadura militar para nomear os “amiguinhos” do regime.

“A Medida Provisória autorizava ao ministro da Educação criar reitores biônicos. Coisa do regime ditatorial. Não podemos deixar que aconteça novamente. Vamos continuar lutando para defender a democracia”, ressaltou Virgílio.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •