Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Construção de cerca de 150 casas para famílias indígenas e tradicionais do Município de Boa Vista do Ramos (AM), denominado “Loteamento Habitacional Bela Vista”, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida Entidades, do Governo Federal. Esse é o projeto desenvolvido pela Associação Indígena Sateré Mawé do Aninga (Aisma), criada em 2009, e que recebeu na tarde da última quarta-feira (30) o Prêmio Lúcio Costa nas áreas da mobilidade, saneamento e habitação.

A premiação é uma indicação do deputado federal José Ricardo (PT/AM) na Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara Federal (CDU/CF). Liderado e desenvolvido por mulheres Indígenas, José Ricardo enalteceu esse belo projeto realizado no interior do Amazonas na construção de moradias dignas para quem necessita.

“Atualmente, estão construindo casas com indígenas urbanos e de comunidades distantes, que precisam muitas vezes trazer os seus filhos para as cidades mais próximas para ter acesso à educação. E fico muito feliz por essa premiação de hoje, que é um verdadeiro reconhecimento a essas famílias”, disse ele, enfatizando que conheceu a entidade em uma das visitas ao Município, que tem como lema “não construímos apenas casas, mas sim cidadania”.

Aluízio Macedo, da etnia Miranha, presidente da Aisma, lembrou como foi árduo todo o processo para a aprovação desse loteamento, iniciado em 2010, mas que foi somente em 2013 a assinatura do termo de adesão com as 150 famílias da localidade. E em 2015, foi adquirido o terreno para, enfim, iniciar a construção das casas.

“Ter moradia é ter também dignidade. Nosso povo necessitava de ajuda e concretizamos esses sonhos, fornecendo a construção de mais casas aos indígenas, ribeirinhos e quilombolas. Obrigado ao deputado José Ricardo, esse gigante do Amazonas, pela indicação ao prêmio. Ainda temos outros projetos de melhoria da qualidade de vida aos nossos povos, com novas oportunidades”.

Sobre o Prêmio Lúcio Costa

Idealizada pela Comissão de Desenvolvimento Urbano, a premiação é um reconhecimento a entidades e personalidades que tenham realizado ações, programas ou trabalhos nessas três áreas para melhorar a vida dos cidadãos nos municípios brasileiros.

Lançado em 2015, o Prêmio presta homenagem ao arquiteto e urbanista Lucio Costa (1902-1998), referência na arquitetura moderna brasileira e criador
do Plano Piloto de Brasília. Anualmente, são premiadas três entidades e três personalidades indicadas por deputados integrantes da comissão. Para a Comissão, é uma forma de reconhecer os trabalhos das entidades e personalidades que atuam e se destacam nos setores de mobilidade, saneamento e habitação no Brasil.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •