Foto: Dhyeizo Lemos
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Zona Norte de Manaus deve ganhar mais uma maternidade até dezembro de 2023. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) em resposta, enviada nesta semana, ao Requerimento nº 943/2020 das deputadas Mayara Pinheiro (Progressistas) e Alessandra Campêlo (MDB).

Conforme a SES-AM, a nova maternidade deve contar com 150 leitos de internação, Casa da Gestante, bebê e puérpera (CGBP) com 20 de leitos; Centro de Parto Normal com 5 suítes; Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais Canguru (UCINCa); Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais Canguru (UCINCo); e Unidade de Cuidados Convencionais Canguru (UCINCa).

Em estudos prévios realizados pela Gerência de Maternidades da SES-AM, o hospital deve ser localizado na Avenida Samaúma, Cidade Nova, onde também se encontram a Maternidade Azilda da Silva Marreira, CAIC Moura Tapajós e SPA Eliameme Rodrigues Mady. A nova unidade de saúde vai desafogar a Maternidade Azilda Marreiro, que possui 30 leitos de internação, e realiza em média 400 partos por mês. Outro ponto destacado é que o CAIC pode ser anexado na futura estrutura da unidade como ambulatório.

Existe em vigor um Termo de Ajustamento de conduta (TAC) para a implantação desta unidade, com prazo limite de até 3 anos para conclusão das obras. A concepção e construção da maternidade iniciam ainda este ano, o orçamento estimado é de R$ 39 milhões.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •