Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Parintins – O acidente ocorrido ontem à tarde no Aeroporto Júlio Belém, em Parintins (a 325 quilômetros de Manaus), quando a aeronave ATR-72 da Azul Linhas Aéreas colidou com um urubu, no momento em que a aeronave finalizava o procedimento de pouso na Ilha Tupinambarana, trazendo de volta uma antiga discussão, são seguro os voos diurnos para o município que nos dias 27, 28 e 29 deste mês realiza o 49ª edição do festival.

O grande número de urubus nas proximidades do aeroporto Júlio Belém, sempre foi uma ameaça aos voos na cidade, tanto que em 2010, o Ministério Pùblico Federal ingressou com uma Ação Civil Público, com pedido de liminar para a proibição de voos diurnos ao município.

Em agosto de 2010, o juiz federal Dimis da Costa Braga, acatou o pedido e proibiu operações diurnas no terminal e determinou ainda que os governos Estadual e Municipal deveriam melhorar a situação do lixão da cidade no prazo de oito meses, mas passaram-se quatro anos e a lixeira a céu aberto continua causando problemas para os voos que voltaram a ser diurnos depois que a Justiça liberou.

O lixão da cidade, que fica a aproximadamente quatro quilômetros do aeroporto, atrai urubus para a região.

Acidente

O acidente foi registrado às 13h48min, no instante em que o piloto Deniz realizava a manobra na cabeceira da pista número 24, que fica na direção da Lixeira Pública.

Por causa do impacto, o avião não pôde retornar a Manaus e os passageiros que deveriam seguir viagem aguardaram outra aeronave, na sala de embarque.

O ATR-72, de prefixo PP-PTY com capacidade para 68 passageiros ficou na pista do aeroporto aguardando manutenção.

“O problema maior é essa lixeira, que todas as vezes ficam maquiando. Ainda bem que nada ocorreu com os passageiros”, contou um taxista a reportagem.

O diretor do aeroporto Julio Belém, Paulo Pessoa, estava acompanhando os técnicos da empresa na pista e não deu mais detalhes sobre o incidente. A colisão deverá ser comunicada ao SERIPA VII e a ANAC.

Devido farta quantidade de alimentos orgânicos, fazendo a proliferação de milhares de urubus na lixeira, que ficavam sobrevoando aquela área, o aeroporto de Parintins ficou fechado por quase três para voos diurnos.

Outro incidente

Em maio do ano passado um avião ATR 72 prefixo PP-PTU, também da Azul Linhas Aéreas bateu em uma ave ainda no Aeroporto Júlio Belém, em Parintins. A aeronave transportava mais de 60 passageiros a Manaus.

Na época, o diretor do aeroporto Paulo Passos, anunciou que o Serviço Regional e Investigação de Acidente Aeronáutico SERIPA 7, iria inspecionar as condições da pista e operacionalização do aeroporto em Parintins.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •