REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Por conta de um incêndio que destruiu uma casa em Cuiabá, uma avó precisou jogar a neta de 3 meses da sacada do segundo andar para salvá-la das chamas. O caso ocorreu na segunda-feira (10). O fogo teria começado dentro de um quarto, onde o irmão da bebê estava dormindo.

Segundo Jéssica Louhanny, de 22 anos, mãe das crianças, quando a família percebeu o fogo, o incêndio já tinha atingido o colchão e as cortinas do cômodo. As sete pessoas que moram na casa saíram correndo, para fugir das chamas. Porém, em entrevista ao portal G1, a mulher disse que o único jeito de sair do local era pulando a sacada.

“Foi tudo muito rápido. Quando vimos, o fogo já estava na porta e o único jeito de sair de lá era pela sacada”, disse, ao portal. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas demorou quase uma hora para chegar. Para sobreviverem ao acidente, vizinhos ajudaram a família a pular do segundo andar para fugir do incêndio.

Em entrevista, Jéssica relatou que não teve coragem de jogar a filha, por medo dela se machucar. Porém, o padrasto dela, que já tinha conseguido pular, ficou no térreo aguardando para pegar a menina. Quem conseguiu jogá-la foi a avó Vanessa Torres Nunes, mãe de Jéssica.

“Eu não consegui, tive medo, mas foi o jeito que minha mãe viu de salvar a minha filha. Mas fiquei com medo, porque ela é muito pequena e o local era alto”, relatou.

Apesar da dimensão do incêndio, somente o padrasto de Jéssica se feriu com queimaduras de primeiro e segundo grau. Ele foi levado ao hospital, mas já recebeu alta.

A família havia se mudado ao local há apenas uma semana. Eles desconfiam que o fogo tenha começado por algum curto-circuito, devido à fiação antiga.

Somente o padrasto de Jéssica se feriu. Ele teve queimaduras de primeiro e segundo grau e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento, mas já saiu e passa bem. Entre os bens perdidos estão móveis, roupas e até documentos. As informações são de G1 e Metrópoles.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •