Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na noite dessa terça-feira (15), o Instituto Médico Legal (IML) começou a liberar os corpos dos quatro mortos nas explosões em uma empresa fabricante de gás em Boa Vista, para que os familiares possam fazer o sepultamento. As informações são de G1.

Segundo a Polícia Civil, morreram na explosão os empresários Emanuel Batista Silva, de 60 anos, e Plínio Ricardo Anderson Rogélio Schuertz, 42, além dos os auxiliares de produção, Ariel Mateus Da Silva, 20, e Yorvis de Jesus Leon Alchacoa, 48, que era venezuelano.

Até a manhã desta quarta (16) somente o corpo de Ariel não havia sido retirado pela família no IML. A identificação das vítimas foi feita em um trabalho conjunto de peritos legais, papiloscopista, odontolegistas e auxiliares de necropsia.

Além da vítima fatais, outras duas pessoas ficaram feridas, são elas: Daniele Lima da Silva, 25 anos e Juliana Souza Barbosa, 36 anos. Elas tiveram ferimentos leves, fora levadas ao Hospital Geral de Roraima e já foram liberadas, informou a assessoria da Secretaria de Saúde.

A tragédia ocorreu nessa terça (15) em uma empresa fabricante de gás, no bairro São Vicente, zona Sul de Boa Vista, quando os homens trabalhavam no setor operacional da empresa. Foram registradas ao menos três explosões seguidas, por volta das 10h, na área de recarga de cilindros. A área administrativa não foi atingida.

Em Boa Vista, explosão em loja de oxigênio deixa vários mortos e feridos – Confira o Vídeo


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •