Bolsonaro durante conversa por áudio com Vladimir Putin Reprodução/Twitter)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Após se irritar com uma apoiadora na porta do Palácio da Alvorada pela manhã desta segunda-feira (15), Jair Bolsonaro provocou a ira de seus seguidores no Twitter ao publicar uma foto afirmando que conversou com o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

“Nesta manhã, conversei com o Presidente da Rússia, Vladimir Putin. Concordamos em aprofundar ainda mais a cooperação entre nossos países, inclusive no combate à covid-19. Tratamos também dos resultados que queremos atingir na próxima Cúpula do BRICS, em São Petersburgo”, tuitou Bolsonaro.

A publicação, no entanto, causou revolta em parte dos seguidores, que cobraram apoio do presidente à bolsonarista Sara Winter, líder do grupo “300 do Brasil”, que foi presa pela Polícia Federal (PF) após uma série de ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF).

“Seus apoiadores estão sendo perseguidos. Reaja! Estou com o senhor mas perco as esperanças diante dessa inércia”, tuitou o perfil LanChaves. Até o momento, Bolsonaro não se pronunciou sobre a prisão da apoiadora.

“Senhor Presidente, os ministros do STF estão fazendo o que querem com seus apoiadores. Tirar a liberdade de alguém, gozando do poder da caneta e da vingança, é a mais extrema covardia. Precisamos que o governo faça algo concreto, pois não há legitimidade alguma nesse Tribunal”, comentou o perfil “Jardel Força & Honra”.

Já o perfil Brasuka, que tuitou a hashtag #SaraLivre disse que “está difícil continuar te apoiando” e foi rebatido pelo perfil do seguidor FreitasMendez.

“E Qual seria sua outra opção? O cara pediu mil vezes para não ter mais manifestações ele sabia que isso iria acontecer mas o povo não escuta a direita está ficando doida e acaba mais atrapalhando do que ajudando deixem o cara trabalhar”, comentou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •