Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente Jair Bolsonaro criticou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em entrevista concedida à Rádio Jovem Pan, na noite desta quinta-feira (2). Bolsonaro afirmou que está “se bicando” com o ministro há um tempo e que nenhum de seus ministros é indemissível.

“O Mandetta sabe que a gente tá se bicando há algum tempo. Eu não pretendo demiti-lo em meio à guerra. Ele é uma pessoa que, em algum momento, ele extrapolou. Ele montou um ministério de acordo com a sua vontade. A gente espera que ele dê conta do recado agora. Ele tá meio numa situação, no meio do combate. Nenhuma ameaça ao Mandetta, não. Se ele se sair bem, sem problema. Agora, nenhum ministro é indemissível, todo mundo pode ser demitido”, afirmou o presidente.

“Em alguns momentos, ele teria que ouvir mais o presidente da República. Ele cuida da saúde, o Guedes cuida da economia, e eu entro no meio para que não haja atrito. As duas áreas são importantes”, continuou.

O presidente chegou a afirmar que falta humildade ao ministro da Saúde. “O Mandetta quer fazer valer muito a vontade dele. Pode ser que ele esteja certo, mas tá faltando um pouco mais de humildade pra ele pra conduzir o Brasil nesse momento difícil”.

Na entrevista, Bolsonaro voltou a defender o relaxamento do isolamento social e afirmou que se os governadores não revogarem as medidas restritivas ele, como presidente, agirá. (Congresso em Foco)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •