(José Cruz/Agência Brasil)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), foi vaiado em ao menos duas oportunidades durante o confronto entre Brasil e Argentina, no Mineirão, na noite da terça-feira (2). A manifestação mais intensa ocorreu durante o intervalo entre o primeiro e o segundo tempo, quando o mandatário resolveu fazer uma espécie de volta olímpica com a comitiva.

Bolsonaro aproveitou o intervalo do clássico para desfilar no gramado, acenando para o público e exibindo uma bandeira do Brasil. O gestor, no entanto, parou no meio do caminho, ao completar cerca de um quarto da volta olímpica, após receber intensa vaia.

Mas além das vaias estrondosa vaia no Mineirão, o presidente foi chamado de “traidor”, aos gritos,  por delegados no Congresso Nacional.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •