Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente da Fundação Palmares Sergio Camargo escreveu na terça-feira (7) que Jair Bolsonaro deveria ser remunerado pelo seu trabalho de divulgação da cloroquina.

“A cloroquina ganha seu maior garoto propaganda. Ninguém menos que o presidente Jair Bolsonaro”, escreveu Camargo. “Bolsonaro está cada vez melhor! É um dia triste para a esquerdalha. Grande dia para a direita conservadora e para o Brasil!”.

“Merecia ganhar um cachê do fabricante da cloroquina”, completou.

Após anunciar que teve resultado positivo para contaminação pelo coronavírus, Bolsonaro tem dito que está se tratando com a hidroxicloroquina. Ele gravou um vídeo tomando o remédio, que foi compartilhado por Camargo.

Em sua fala sobre ter sido contaminado, voltou a citar diversas informações sem respaldos em dados científicos, como mostrou a Folha.

Até o momento, os melhores estudos sobre a droga não apontaram quaisquer efeitos benéficos da cloroquina ou da hidroxicloroquina contra o coronavírus Sars-CoV-2.

Outros medicamentos, como a dexametasona e o remdesivir, já tiverem resultados positivos mais sólidos e animadores em estudos sérios e bem desenhados.

Ainda assim, não há até o momento um tratamento que cure ou previna a Covid-19. As entidades de saúde afirmam que o distanciamento social, os cuidados de higiene e os uso de máscara são as principais armas no combate à doença.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •