Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que não quer ter “dor de cabeça com a Justiça Eleitoral” e negou gravar vídeos com apoiadores, na manhã desta segunda-feira (14/9), no Palácio da Alvorada. Com informações de Metrópoles.

O chefe do Executivo tem demonstrado preocupação com o uso eleitoral da imagem desde o início do ano, quando passou a adotar a postura de perguntar se alguns dos simpatizantes eram pré-candidatos nos municípios.

“Você tá forçando a barra e tá me filmando. Não vou mais responder você, tá ok?”, disse o presidente a um homem, que confessou estar na disputa de uma vaga a vereador pelo Progressistas. A cidade do militante não foi informada durante a conversa.

Após perceber a irritação do presidente, o candidato pediu desculpas por várias vezes e disse que amava Bolsonaro.

O chefe do Executivo também se negou a gravar um vídeo solicitado por uma mulher para agradar ao tio, de 86 anos, morador de Jundiaí (SP). Depois de muita insistência, Bolsonaro disse: “liga no vídeo aí”, e conversou por teleconferência com o idoso.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •