FOTO: RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, ao anunciar a doação de mais de 400 mil comprimidos de hidroxicloroquina ao estado do Pará para o tratamento precoce de casos da Covid-19, que ele “é a prova viva” de que o remédio funciona.

O ex-capitão do Exército também argumentou que as mais de 100 mil mortes pelo vírus poderiam ter sido evitadas com o tratamento precoce com o fármaco. O chefe do Executivo participou da cerimônia de entrega da primeira etapa do “Projeto Belém Porto Futuro” na capital paraense.

“Mesmo sem comprovação científica, [o governo federal doará] mais de 400 mil unidades de cloroquina para o tratamento precoce da população. Eu sou a prova viva de que deu certo. Muitos médicos defendem esse tratamento”, destacou.

Bolsonaro costuma utilizar o argumento de que o Conselho Federal de Medicina (CFM) liberou os médicos para prescreverem o remédio, desde que haja concordância por escrito por parte do paciente.

Autoridades sanitárias, no entanto, como a Organização Mundial de Saúde (OMS), tem orientado países a suspender o uso por falta de comprovação científica de eficácia. As informações são de Metrópoles.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •