Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A quarentena pela pandemia de coronavírus paralisou o futebol. No entanto, a diretoria do Botafogo segue com os planos de transformar o clube em empresa ainda nesta temporada. Tanto que o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro, atual membro do Comitê Gestor, destacou a urgência na aprovação do projeto.

“Temos que resolver isso de qualquer jeito até o meio do ano, com ou sem pandemia. Não vamos aguentar esse ritmo até o final do ano. Acredito que a ‘Botafogo S.A’. saia em curto prazo. Ou sai até julho ou não sai. E aí não sei o que vai acontecer”, disse em uma live com o jornalista Fabiano Bandeira.

O Botafogo tem buscado se readequar após as perdas financeiras provocadas pela paralisação dos jogos. A diretoria não reduziu o salário o elenco, mas demitiu funcionários para aliviar os cofres.

Os dirigentes alvinegros torcem para que, com o real desvalorizado, investidores cheguem ao clube após a criação da Botafogo S.A. Isso porque as constantes penhoras vêm prejudicando qualquer arrecadação atual.

Caso consiga a aprovação do projeto, o Botafogo espera sanar as dificuldades atuais do clube, principalmente com o futebol. No entanto, os alvinegros ainda teriam que buscar alternativas para quitar os débitos antigos. (Gazeta Esportiva)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •