Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Botafogo enfrenta o Unión Española, do Chile, nesta quarta-feira no estádio Santa Laura de Santiago, pela segunda rodada do grupo 2 da Libertadores, e buscará os três pontos para seguir no embalo da vitória por 2 a 0 sobre o San Lorenzo na estreia.

O alvinegro carioca é líder isolado da chave, com dois pontos de vantagem sobre os chilenos, que iniciaram sua campanha com um empate em 2 a 2 no campo do Indepediente del Valle, do Equador.

Os jogadores do Botafogo, que chegaram na segunda-feira em Santiago, esperam uma verdadeira "guerra" no Chile.

"Sabemos que a Libertadores é uma guerra e o Botafogo tem isso e mente. Qualquer coisa pode acontecer", avisou o meia Gabriel.

"Não conhecemos muito bem esta equipe (Unión Española), mas pretendemos focar nos nossos pontos fortes", disse por sua vez o goleiro Jefferson, que na segunda-feira foi convocado para o amistoso da seleção brasileira contra a África do Sul, marcado para o dia 5 de março em São Petersburgo.

No último domingo, o ‘Glorioso’ atropelou o Fluminense por 3 a 0 pelo Campeonato Carioca, mas nenhum dos jogadores que viajaram ao Chile estiveram em campo, já que o técnico Eduardo Húngaro escalou os reservas no Maracanã.

No último jogo com os titulares, na quinta-feira, o time não passou de um empate em 1 a 1 com o Volta Redonda.

Já o Unión Española terá vários desfalques importantes, principalmente no meio-campo, com as ausências de Gonzalo Villagra, Mario Larenas e Diego Scotti.

O técnico José Luis Sierra tampouco estará na beira do gramado por ter sido expulso contra o Indepediente del Valle.

"Temos que melhorar muitas coisas em relação à estreia. Temos vários desfalques, o nosso elenco é reduzido e as lesões estão prejudicando bastante", analisou o argentino Cristian Chávez, ex-Boca Juniors.

Ocupando apenas a 12ª posição do torneio local chileno, o Unión Española vem de uma derrota por 3 a 1 para o Everton no último sábado, em pleno estádio Santa Laura.

O pontapé inicial da partida está marcado para as 19h45 (no horário de Brasília), com um trio de arbitragem venezuelano. O juiz Juan Soto será auxiliado de Luis Sánchez e Jairo Romero.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •