Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Implantado no Amazonas em novembro de 2007, pelo então governador Eduardo Braga, o projeto Jovem Cidadão, já na sua fase de implantação, beneficiou algo em torno de três mil alunos entre 12 a 20 anos, nas áreas de educação, esporte, cultura, capacitação e qualificação para o trabalho.

Hoje, um pouco mais de 10 anos após a chegada o programa do Amazonas, a criatura “está em ruínas”, segundo palavras de seu criador, publicadas nas redes sociais (veja).

O texto é melancólico, retrata o passado do adolescente com o sorriso no rosto e ocupado em tempo integral na escola.

Hoje, o presente, ainda segundo o texto, retrata a ruína do Jovem Cidadão e a morte violenta de 101 e que, segundo avaliação do senador, não é mera coincidência.

“Acabar com as políticas voltadas à juventude é matar sua esperança e torná-los presas fáceis, mercadoria descartável para o crime”, lamenta.

Fotos


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •