Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nos seus jogos de estreia em todas as 18 Copas do Mundo que participou, a Seleção Brasileira só perdeu nas duas primeiras edições da competição, em 1930 no Uruguai, quando foi derrotado pela Iugoslávia, por 2 a 1; e em 1934, na Itália, quando fui superado pela Espanha por 3 a 1. Mas, mesmo quando venceu, o Brasil encontrou dificuldades em suas primeiras partidas no torneio mundial, por conta da ansiedade dos jogadores na estreia.

O ex-atacante Reinaldo, eterno ídolo da torcida atleticana, conhece bem as dificuldades da estreia numa Copa do Mundo. Ele viveu a experiência de disputar a primeira partida do Brasil na Copa de 1978, disputada na Argentina, quando na estreia, o time brasileiro empatou com a Suécia em 1 a 1. Comandado pelo técnico Claudio Coutinho, o Brasil saiu perdendo e o gol de empate foi marcado por Reinaldo.

“Em toda estreia na Copa do Mundo há muita ansiedade e uma expectativa muito grande. Então, dá aquele frio na barriga. Isso é normal. Mas, no futebol, na hora que a bola começa a correr tudo passa rapidamente”, afirma o ex-atacante.

Na estreia contra a Suécia em 1978, o Brasil poderia ter vencido o jogo se não fosse uma atitude inusitada do juiz, que invalidou um gol de Zico, no final do primeiro tempo, após Nelinho bater um escanteio. A justificativa do árbitro foi que encerrou o primeiro tempo com a bola no ar.

Reinaldo lembra que a Seleção Brasileira deve tomar cuidado com contra a Croácia. “Pois, todas as seleções que disputam a Copa do Mundo podem surpreender”. Por outro lado, salienta que o time comandado por Luis Felipe Scolari tem todas as condições de sair com a vitória nesta quinta-feira, no “Itaquerão”, diante de sua torcida. “O Brasil tem condições superiores as da Croácia. Mas, tem que impor o seu jogo. Tem que ganhar a partida e pegar o embalo para chegar a final da Copa”, afirma o ex-atacante.

Nas copas, além de 1978, o Brasil também empatou ao fazer o jogo de estreia na edição do torneio mundial de 1974, na Alemanha, pelo placar de 0 a 0 contra a Iugoslávia.

Embora tenha estreado com vitórias em 15 das 19 copas disputadas, somente em cinco delas a Seleção Brasileira conseguiu placares elásticos, marcando três ou mais gols contra os adversários na primeira partida. Em 1938 (na França), o Brasil venceu a Polônia por 6 a 5. No primeiro confronto da Copa de 1950, diante de sua torcida, a equipe brasileira goleou o México por 4 a 0. Quatro anos depois, em 1954, na Suíça, a Seleção Brasileira estreou novamente contra os mexicanos e venceu por 5 a 0. Em 1958, na Suécia, comandado por Pelé, Garrincha e Vavá, o Brasil começou a arrancada para o primeiro titulo mundial com uma vitória por 3 a 0 contra a Áustria. Em 1970, no México, a campanha para o tricampeonato começou com uma goleada em cima da Tchecolosvaquia (atual Republica Tcheca) por a 4 a 1.

A Seleção Brasileira venceu seus demais jogos de estreia nas Copas, diante das seguintes equipes: 1962 (Chile), 2 a 0 contra o México; 1966 (Inglaterra), 2 a 0 contra a Bulgária; 1982, 2 a 1 em cima da União Soviética; 1986 (México), 1 a 0 diante da Espanha; 1990 (Itália), 2 a 1 contra a Suécia. Em 1994, nos Estados Unidos, na primeira partida da campanha do tetracampeonato, a equipe liderada por Romário venceu a Rússia por 2 a 0. Em 1998 (França), a Seleção Brasileira venceu a Escócia, por 2 a 1, na estreia. Na Copa de 2002 (Japão/Coreia), o Brasil arrancou para o Pentacampeonato com uma vitória difícil em cima da Turquia por 2 a 1. No primeiro jogo de estreia nas copas seguintes, o time brasileiro também venceu: superou a Croácia por 1 a 0, na Alemanha, em 2006; e derrotou a Coréia do Norte, por 2 a 1, na África do Sul, em 2010.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •