Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um homem conhecido como Ricardo se passa por representante da Brasileirinhas, produtora nacional de filmes pornô, para aliciar jovens aspirantes a atriz, marcar “testes” e fazer sexo com elas, segundo matéria do colunista Ricardo Feltrin, do Uol.

Na última semana, a empresa acionou a polícia de São Paulo para denunciar o criminoso, que ainda está sendo procurado pelas autoridades.

O golpe

O tal Ricardo entra em contato com as jovens por meio de mensagem, dizendo ter se interessado em gravar cenas com as atrizes após ver anúncios delas na internet.

O fraudador cobra preços variados para as filmagens: R$ 3 mil, R$ 2,3 mil e R$ 1,6 mil. Ricardo exige que as postulantes a atriz se submetam a exames de sangue. Uma vez aprovada, a candidata ainda tem opção de fazer sexo sem camisinha, recebendo R$ 700 a mais no cachê.

Três caíram na farsa

Antes das filmagens, porém, Ricardo diz que as jovens precisam passar por um “teste de talento”: transar com ele. Mesmo se não sejam contratadas, recebem “prêmio de consolação” prometido pelo produtor: R$ 200.

De acordo com Feltrin, três mulheres já caíram no golpe. Elas desconfiaram que se tratava de um golpe após Ricardo não retornar as mensagens cobrando o cachê após os testes.

A Brasileirinhas recomenda entrar em contato com a empresa ([email protected]) caso alguma mulher tenha sido abordada por supostos representantes externos da marca. O processo de seleção do estúdio é todo feito internamente nas dependências da produtora. (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •