Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A novela que conta a briga entre Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores e o Diretório Estadual na questão da impugnação de candidatura ao Senado Federal de Francisco Praciano, continua rolando no Tribunal Regional Eleitoral e deverá ter ainda alguns capítulos até a próxima semana, quando o relator da matéria o jurista Affimar Cabo Verde, deverá emitir seu voto.

Cabo Verde, desde a última segunda-feira assumiu a relatoria depois que o vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral e corregedor desembargador João Mauro Bessa, determinou a redistribuição por entender que o pedido deve ser julgado pelo juiz que analisa o registro de candidatura da coligação “Renovação e Experiência’”, do senador Eduardo Braga (PMDB).

Affimar deu ontem ao diretório estadual sete dias para que apresente a contestação da impugnação da nacional contra a indicação de Praciano para o senado.

Na ação de impugnação a nacional informou que TRE-Am que a diretriz fixada para formação de coligação no Estado do Amazonas fora descumprida pelo diretório regional, uma vez que este solicitou registro para o cargo majoritário de senador ao candidato, em flagrante desobediência à ordem superior.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •