Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Apesar de heterossexual, o cabeleireiro Jefferson Schiavone, de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, foi vítima de violência homofóbica. Ele estava recebendo um amigo gay em casa quando os vizinhos foram até a sua residência reclamar. Ele diz que não havia som alto e a música era da televisão.

“O fato não foi nem se a música estava alta ou baixa. Ele achou que fôssemos um casal gay e ele se sentiu no direito de vir nos afrontar”, afirmou o cabeleireiro. “Eu fui jogado no chão, a mulher dele me agrediu, unhou toda a minha cara, ele chutou a minha barriga”, contou. As informações são de Guia Gay Brasília.

 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •