Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os moradores da Rua 5 de Setembro, localizada no bairro do São Raimundo, Zona Oeste de Manaus, não aguentam mais os buracos, a lama e a poeira que tomou conta da via por conta do imenso trafego das caçambas, que estão sendo usadas pelo Governo do Estado nas obras do Programa Social e Ambiental dos Igarapé de Manaus (Prosamim).

Carregadas com bairro, os veículos transitam a todo instantes pela via que está completamente destruida devido ao peso das imensas caçambas que trafegam todos os dias na 5 de Setembro.

Devido a lama e a poeira que toma conta da rua, os moradores hoje não podem mais abrir a portas e as janelas de suas casas, vivem trancados como prisioneiros.

Os carros e motos dos moradores ficam na garagem ou na rua, estão sempre cobertos pela poeira que toma conta da via. Tem de ser lavados todos os dias, vivem sujos.

“Depois que construíram a ponte, acabou a fila das balsas, tínhamos uma vida tranquila, mas essa tranquilidade acabou quando começou essa obra do Prasamim aqui perto”, disparou um morador, que temendo represália, pediu para não ter o nome revelado.

De acordo com o morador, eles não têm nada contra a obra, mas enquanto o Governo do Estado realiza a obra todos que moram na 5 de Setembro convivem com os buracos, a lama e a poeira que tomou conta da rua.

A reportagem do Fato Amazônico tentou falar com a assessoria de imprensa do Prosamim a respeito da reclamação dos moradores pelos fones 3878-7212/3878-7224, mas não tive êxito.


Veja o vídeo


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •