Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um cachorrinho passou cerca de três meses na porta de um hospital à espera do tutor, que morreu com sintomas de coronavírus. O caso ocorreu em Wuhan, na China, epicentro inicial da pandemia.

Segundo os jornais New York Post e The Sun, o responsável pelo animal chegou à unidade em fevereiro e morreu após cinco dias de internação. O pet, porém, permaneceu no local.

O cãozinho, de aproximadamente sete anos, foi alimentado pela equipe médica e por pacientes. Em abril, quando houve alívio nas medidas contra o vírus, funcionários de um mercadinho que funciona no mesmo prédio passaram a cuidar dele. O peludo, porém, se recusava a deixar o hospital.

No entanto, de acordo com a publicação, algumas pessoas começaram a se incomodar com a presença do animal, que ganhou o nome de Xiaobao. Um grupo de protetores da cidade, então, foi acionado e acolheu o cachorro, que agora espera encontrar uma nova família. Com Folha de S. Paulo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •