Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Eleito pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) como um de seus principais antagonistas, o cacique Raoni Metuktire, liderança indígena de 89 anos da etnia caiapó, não tem evitado responder ao chefe do Executivo federal.

Em entrevista após participar de evento em Altamira (PA) na segunda-feira (18), Raoni invocou uma provocação comum aos opositores de Bolsonaro, o travamento da investigação sobre Fabrício Queiroz, ex-chefe de gabinete do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), e ex-funcionário do próprio presidente.

“Eu quero saber onde está o amigo do Bolsonaro. Cadê o Queiroz?”, questionou o líder indígena.

A provocação veio após uma pergunta sobre a relação de Raoni com o cantor britânico Sting. “Ele está bem, está me apoiando. Os meus amigos eu sei onde estão”, disse o cacique, antes de provocar Bolsonaro, a quem também já chamou de “mentiroso e doido“.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •