Compartilhe
  • 30
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    30
    Shares

O fugitivo do Centro de Detenção Provisória Masculino 2 (CDPM2) Alexandre Alves da Silva, 23, vulgo “Cagão”, preso na última quinta-feira (2) em Teresina, no Piauí, chegou ontem (5) á noite a Manaus e manhã desta segunda-feira (6) foi apresentado a imprensa na Delegacia Geral de Polícia Civil.

Uma ação conjunta de policiais da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (SEAI) e Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) com apoio da Polícia do Piauí, resultou na prisão de “Cagão”, que usava uma identidade falsa.

Alexandre era um dos 35 detentos que fugiram do CDPM 2, localizado no km 8 da BR-174 (Manaus – Boa Vista), por um túnel no último dia 12 de maio. Dos seis criminosos apontados como responsáveis pelos recentes homicídios ocorridos na capital amazonense cinco fazem parte do grupo que fugiu do CDPM 2 há 81 dias.

De acordo com o delegado Herbert Lopes, da Seai, Alexandre, capturado no Piauí tem nove processos em trâmite na Justiça e já foi preso por tráfico, homicídio e associação para o tráfico.

O delegado disse ainda que as investigações apontam o envolvimento de Cagão em homicídios praticados na capital como parte de uma disputa entre facções criminosas por pontos de droga em Manaus.

“Ela saía para jogar bola, passear em shopping, usava uma identidade falsificada e contava com a ajuda de outros integrantes da facção”, disse o delegado Juan Valério, diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado, que participou da ação que resultou na prisão do integrante do Comando Vermelho.

Chegada do Cagão


Compartilhe
  • 30
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    30
    Shares