Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Caixa Econômica Federal começa a depositar nesta quarta-feira (5) um novo lote do auxílio emergencial para um total de 1,15 milhão de beneficiários que tiveram seus dados cadastrais revisados.

No sábado (8), esse grupo começará a ser autorizado a realizar o saque em dinheiro.

Estão neste lote 805 mil cidadãos que fizeram a contestação do indeferimento do pedido do auxílio emergencial entre os dias 24 de abril e 19 de julho de 2020 e tenham sido considerados elegíveis.

O novo calendário também inclui 345 mil beneficiários que receberam a primeira parcela em abril e, em julho, foram suspensos devido à reavaliação dos seus dados cadastrais.

Após a reavaliação, a Caixa reativou os benefícios desses cidadãos que, agora, receberão a terceira e a quarta parcelas neste lote.

Os dois grupos receberão as parcelas subsequentes conforme o calendário divulgado em 17 de julho, considerando o ciclo de transferências para contas digitais com início em 28 de agosto e cujos saques em dinheiro estão programados para ocorrer a partir de 19 de setembro.

A reintrodução desses 345 mil cadastros reativados, com o pagamento de duas parcelas acumuladas a partir desta quarta-feira, permitirá que esses beneficiários recebam a quinta e última parcela a partir de 28 de agosto, sem prejuízo em relação aos demais benefícios iniciados em abril e que não sofreram suspensão.

Quanto aos novos beneficiários, para que eles fossem encaixados no calendário, a Caixa decidiu pagar a quarta e a quinta parcelas acumuladas, no último ciclo de pagamentos, a ser iniciado em 16 de novembro.

Veja abaixo o calendário completo para esses benefícios aprovados ou reativados após a revisão da Caixa:

CALENDÁRIO COMPLETO | AUXÍLIOS REVISADOS

  • 1ª parcela para quem fez a contestação entre 24 de abril e 19 de julho
  • 3ª e 4ª parcelas para benefícios iniciados em abril e suspensos em julho

  • 2ª parcela para quem fez a contestação entre 24 de abril e 19 de julho
  • 5ª parcela para benefícios iniciados em abril e suspensos em julho

  • 3ª parcela para quem fez a contestação entre 24 de abril e 19 de julho

  • 4ª e 5ª parcelas para quem fez a contestação entre 24 de abril e 19 de julho

(Folha de S.Paulo)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •