PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS, VEREADOR JOELSON SILVA (PSDB) PARTICIPA DO LANÇAMENTO DA FEIRA DE SUSTENTABILIDADE DO POLO INDUSTRIAL DE MANAUS (fesPIM). FOTO: ROBERVALDO ROCHA / CMM
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

No dia em que reuniu a imprensa e representantes da sociedade civil organizada para anunciar a realização de um grande evento, que irá mostrar o potencial sustentável de um dos parques fabris mais importantes do Brasil, a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) recebeu ontem (13), mais um gesto de apoio da Câmara Municipal de Manaus (CMM), em defesa do Polo Industrial de Manaus (PIM) e dos benefícios que o modelo tem proporcionado pela preservação e a autossustentabilidade da floresta amazônica.

O ato simbólico partiu do próprio presidente do poder legislativo municipal, vereador Joelson Silva (PSDB), que foi enfático ao “reafirmar, confirmar e ratificar” que o momento requer a união de todos os setores, pela sobrevivência do atual modelo e a criação de novas alternativas econômicas para o Estado do Amazonas e toda a região.

Durante a coletiva, que marcou o lançamento da “Feira de Sustentabilidade do PIM (fesPIM)”, o parlamentar ressaltou  que o evento representa o grande potencial que a cidade de Manaus tem em gerar emprego, renda e tributos para o Brasil, além de ajudar a manter aproximadamente 96% da floresta nativa do Amazonas preservada.

“Precisamos de unidade entre empresários, políticos, pesquisadores, pensadores, pessoas que realmente querem o bem para essa região. Com a feira de sustentabilidade, nós iremos mostrar ao mundo o que o PIM da cidade de Manaus tem e que une três pilares muito importantes: criação de emprego e renda, tecnologia e preservação da floresta”, destacou o presidente da CMM.

Joelson Silva parabenizou o superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, pela iniciativa, mas aproveitou o evento da sexta-feira para mandar um recado aos que insistem em “perseguir” a Zona Franca de Manaus.

“Se as pessoas querem aprender como é que se tem, como se desenvolve tecnologia, como se gera emprego e se preserva a floresta, que venham conhecer o polo industrial da cidade de Manaus. Essa é a realidade, essa é a verdade, e nós sabemos fazer muito bem, o que temos feito há muito tempo”, enfatizou o parlamentar.

Envolvimento

Alfredo Menezes afirmou que considera importante o envolvimento dos vereadores e frisou que a CMM tem uma participação muito ativa no processo de defesa da Zona Franca.

“Nossos vereadores sempre têm nos visitado, trazendo aquela participação muito ativa, construtiva. Quase que, quinzenalmente, o presidente Joelson nos liga perguntando sobre nossas ações. Fico muito contente sobre essa necessidade que a Câmara tem, de contribuir dessa maneira, com transparência para a sociedade, principalmente da nossa cidade, pelo trabalho que nós estamos desenvolvendo. Muito obrigado pelo apoio”, agradeceu o superintendente.

Além de Joelson Silva e Alfredo Menezes, também participaram da mesa de apresentação do evento o empresário Phelippe Daou Júnior (grupo Rede Amazônica); o deputado Ricardo Nicolau (PSD), que representou a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam); o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo; e presidente do Instituto Piatam, Alexandre Rivas.

Três dias de feira

A fesPIM será realizada entre os dias 27 e 29 de novembro, por meio da parceria entre a Suframa e o Instituto Piatam, com o objetivo de ratificar a importância do polo, convocar e mobilizar a  população nesse sentido, aliar sustentabilidade e tecnologia, incentivando iniciativas sustentáveis para geração de emprego e renda.

O principal atrativo da feira será um espaço duty free (livre de imposto), com a venda direta de produtos produzidos no PIM, além de itens importados, com preços inferiores aos apresentados pelo comércio varejista. A meta é incentivar a compra e a reafirmação da importância desse mercado para a manutenção da floresta em pé.

De acordo com Alfredo Menezes, e como forma de atrair a atenção do Brasil para a importância do modelo Zona Franca, a feira é uma convocação a todos para mostrar o que se gera no estado e que acabam em impostos investidos em educação, saúde, segurança e outras áreas. Até o presidente da República foi convidado para o evento.

“Fizemos o convite para o presidente, para que viesse prestigiar a feira, e com isso conseguiremos atrair a atenção do Brasil e do mundo, para importância do nosso modelo”, disse Alfredo Menezes.

Estudo

Conforme relato do presidente do Instituto Piatam, Alexandre Rivas, recentemente foi realizado um estudo que identificou a relação que o polo industrial tem com a preservação da floresta. O resultado foi importantíssimo na última renovação dos incentivos fiscais do PIM.

“O PIM é o caminho que precisamos manter, fortalecer para que outras alternativas também possam acordar. É uma iniciativa que tem dado certo e que, obviamente, precisa de ajustes, mas tem um papel importante não somente na geração de emprego, mas principalmente na geração de emprego , porque essa é uma conexão importante com a preservação da floresta”, frisou.

Bioeconomia

A realização da feira em Manaus, também vislumbra alternativas como a bioeconomia e biotenologia, para, dinamizar a economia, fortalecer as atividades do PIM, além de buscar melhorias para a infraestrutura de telecomunicação local.

Polo digital

O objetivo de fortalecer o atual modelo econômico também abrange o polo digital. Segundo o superintendente, a Suframa já trabalha e muito para conseguir expandir também essa alternativa no Amazonas, tanto é que tem mantido conversas com pesquisadores alemãs sobre isso.

“Hoje, nós estamos com o reitor da UEA, professor Cleinado, representando a Suframa na Alemanha, onde estive há um mês, numa interação muito próxima com a academia de ciência alemã, que detém o conhecimento da insdústria 4.0. Estamos fazendo uma parceria com a LWTH, universidade alemã, no sentido de trazermos esse conhecimento para cá”, informou o superintendente.

Mineração

Alfredo Menezes deverá ir a Brasília, na próxima semana, para tratar de assuntos relacionados à mineração. Ele ressaltou que a viagem dele à capital federal é resultado da conversa que teve com os governadores e a elite empresarial de abrangência da Suframa, todos interessados no assunto, que também é muito importante para a economia da região.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •