A mobilização da igreja católica homenageia Irmã Dulce, primeira santa nascida no Brasil canonizada pelo papa Francisco
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

METRÓPOLES – A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançou, nesta quarta-feira (26/02/2020), a campanha da fraternidade de 2020, com o tema “Fraternidade e Vida: dom e compromisso”.

O tema tem o objetivo de incentivar atitudes de “compaixão” com os mais necessitados, com os que sofrem, seguindo o exemplo da primeira santa católica, nascida no Brasil e canonizada no dia 13 de outubro de 2019, pelo papa Francisco, Santa Dulce dos Pobres.

Criada em 1962, a campanha da fraternidade é apresentada todo ano na quarta-feira de Cinzas, quando tem início a Quaresma, período de 40 dias que antecede a Páscoa.

De acordo com o texto-base da campanha, o objetivo é “conscientizar, à luz da palavra de Deus, para o sentido da vida como dom e compromisso”. O lema da campanha é: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”, extraído de um versículo bíblico.

A campanha quer incentivar as “relações de mútuo cuidado entre as pessoas, na família, na comunidade, na sociedade e no planeta”.

No centro do cartaz de divulgação da campanha da fraternidade, a santa brasileira aparece junto com crianças e idosos, nas ruas do centro histórico de Salvador, onde morou Irmã Dulce.

Além do objetivo geral, a campanha da fraternidade de 2020 apresenta os seguintes objetivos específicos:

  • Apresentar o sentido de vida proposto por Jesus nos Evangelhos;
  • Propor a compaixão, a ternura e o cuidado como exigências fundamentais da vida para relações sociais mais humanas;
  • Fortalecer a cultura do encontro, da fraternidade e a revolução do cuidado como caminhos de superação da indiferença e da violência;
  • Promover e defender a vida, desde a fecundação até o seu fim natural, rumo à plenitude;
  • Despertar as famílias para a beleza do amor que gera continuamente vida nova;
  • Preparar os cristãos e as comunidades para anunciar, com o testemunho e as ações de mútuo cuidado, a vida plena do Reino de Deus;
  • Criar espaços nas comunidades para que, pelo batismo, pela crisma e pela eucaristia, todos percebam, na fraternidade, a vida como Dom e Compromisso;
  • Despertar os jovens para o dom e a beleza da vida, motivando-lhes o engajamento em ações de cuidado mútuo, especialmente de outros jovens em situação de sofrimento e desesperança;
  • Valorizar, divulgar e fortalecer as inúmeras iniciativas já existentes em favor da vida;
  • Cuidar do planeta, nossa Casa Comum, comprometendo-se com a ecologia integral.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •