Cartório parou para receber a estrela (Foto: Reprodução)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ninguém duvida do potencial inspirador da perda de grandes amores, tema de incontáveis sucessos dos mais variados gêneros musicais — do rock ao sertanejo. O drama cantado pelo maranhense Manoel Gomes, no entanto, é bem mais prosaico: a perda de uma caneta azul.

“Caneta azul, azul caneta/ Caneta azul tá marcada com minhas letras”, dizem os versos da composição, interpretados pelo nordestino com uma dose bem caprichada de sofrência.

Pois foi com essa angústia pueril que Gomes conquistou a internet.

Postado há cerca de uma semana no Youtube, o vídeo original da canção já ultrapassa 2 milhões de visualizações. A popularidade de Manoel no Instagram também disparou. Criada em 3 de outubro deste ano, a conta do aspirante a celebridade reúne mais de 70 mil seguidores. A voz chorosa do maranhense circula ainda pelos grupos de WhatsApp — sobretudo nos grupos de família.

Artistas como Rodrigo Faro, Simone (da dupla Simone e Simaria), Léo Magalhães, Taty Vaqueira, Ray do Saia Rodada e vários outros já reproduziram em suas redes sociais o sucesso da “Caneta-Azul”.

Autor registra letra da música no cartório

O maranhense Manoel Gomes, autor do hit “Caneta Azul”, deu início na tarde da segunda-feira (28/10), ao processo de registro dos direitos autorais da música que viralizou nos últimos dias.

Manoel se dirigiu a um cartório, no município de Balsas, acompanhado de seu advogado Arnaldo Gomes, e aproveitou para solicitar também o registro de outra composição de sua autoria, chamada de “Vou Deixar de Ser Besta”.

O cantor e compositor do Manoel Gomes, é natural de Balsas, município que fica a 816 km da capital maranhense. (Com o Correio Braziliense)

 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •