Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Imagine o seu filho no ensino fundamental estudando em uma escola cívico-militar municipal, porém sem ter que pagar por fardamento e nem por material didático. Essa é a proposta do deputado federal e pré-candidato a prefeito de Manaus, Capitão Alberto Neto (Republicamos), para seu plano de governo.

“Diferente das escolas estaduais militares, onde o aluno paga caro pelo fardamento e pelo sistema educacional SAS, as escolas municipais não teriam essas despesas e os pais poderiam realmente inserir suas crianças próximo as suas casas, sem ônus”, explica Alberto Neto.

O governo federal lançou o “Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares”, com previsão de implementar 216 até 2023, porém a Prefeitura de Manaus não participou do certame. No Congresso Nacional, o deputado propôs uma emenda ao Projeto de Lei 4.938/19 para disciplinar a gestão cívico-militar nas escolas públicas de educação básica.

Para o Capitão Alberto Neto, o principal motivo da gestão é o resgate do respeito ao professor e a disciplina. Atualmente das cinco melhores escolas no estado do Amazonas, três possuem gestão militar.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •