Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

FAMOSIDADES – Após ser criticada por internautas por alfinetar a postura de Maju Coutinho ao noticiar, durante o “Jornal Hoje”, da TV Globo, do último dia 28, detalhes da morte do diretor Jorge Fernando, Carla Vilhena voltou a falar sobre o assunto. A comunicadora negou que a ‘cutucada’ tivesse um cunho racial.

“Quem acompanhou minha trajetória sabe que eu nunca cometeria nenhum tipo de discriminação, principalmente racismo, que é um crime”, garantiu ao “A Tarde é Sua”, da RedeTV!.

Antes, a famosa admitiu ter cometido um erro de julgamento ao comentar a atitude da colega. “Eu errei em não avaliar o que e de quem eu estava dizendo. Não é uma pessoa comum, é o símbolo de uma luta de pessoas que se espelham na Maju e sofrem no dia a dia discriminações absurdas, cruéis.”

A ex-âncora também revelou ter conversado com Maju para se desculpar. “Falei com ela. Falei: ‘Tem toda a razão se estiver chateada comigo. Gostaria que você lembrasse da minha história, de quem eu sou, da sua colega e me perdoasse por essa falta do entendimento de toda a situação pela qual já passou’”, contou.

Para quem não sabe, Vilhena não gostou de ver Coutinho anunciando detalhes a respeito do falecimento do diretor da emissora carioca aos risos e disparou na internet: “Sobre matéria da morte de Jorge Fernando [a quem eu admirava como ator e diretor]: Por mais que ele tenha sido divertido em vida, está morto. Repórter, não precisa berrar tanto. Apresentadora, vamos evitar rir depois das cenas de arquivo, enquanto lê a frase ‘o corpo do diretor…’”.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •