Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) protocolou na quarta-feira (7) no Diretório Nacional do PSL uma representação que pede a expulsão do colega de partido Alexandre Frota.

Zambelli argumenta que Frota foi infiel ao partido ao não votar pela reforma da Previdência no 2º turno. O deputado foi o único do PSL a registrar abstenção.

O deputado tem criticado diretamente o presidente Jair Bolsonaro, também do PSL. Frota afirmou em entrevista à Rádio Bandeirantes em 31/07 que se arrependeu de ter apoiado Bolsonaro. Disse ainda que o governo merecia “nota 4”.

“Não é possível que um deputado que tanto tem dito que trabalhou pela aprovação da Nova Previdência se abstenha na hora decisiva da votação. Esta é mais uma canelada que ele dá no governo Bolsonaro, no PSL e na população”, disse Zambelli.

‘Recado para o governo’

Na manhã desta quata, Frota postou em seu perfil do Twitter uma mensagem a respeito de sua abstenção. Disse que era um ‘recado para o governo’. (poder 360)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •