Foto: Alexandre Linhares
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O deputado estadual Carlinhos Bessa finalizou o mês de agosto prestando contas das atividades do primeiro semestre deste ano no município de Alvarães. Bessa aproveitou para conversar com os moradores que vivem no município e nas comunidades rurais. O parlamentar recebeu dos moradores da comunidade do Ingá, a reclamação da ausência de um transformador de energia elétrica. Buscando solucionar o problema, o deputado encaminhou à Amazonas Energia requerimento solicitando a instalação de um transformador de corrente elétrica para a comunidade.

“No último fim de semana visitei alguns municípios do Médio Solimões e em Alvarães, especialmente na comunidade do Ingá, a população me apresentou um problema a respeito da energia elétrica. Infelizmente, a ausência de energia elétrica tem comprometido significativamente a qualidade de vida das famílias que vivem nessa comunidade e isso me preocupa”, disse.

Outra situação constatada durante a visita foi à degradação da Escola Estadual Johannes Petrus. O deputado enviou a Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas (SEDUC) outro requerimento solicitando a reforma na instituição. Ele alega que a escola possui diversos problemas que comprometem a qualidade de ensino dos alunos. “A ausência de uma boa infraestrutura também é motivo para a evasão escolar, que pode resultar no abandono e no baixo rendimento educacional. Enviei um requerimento ao secretário de Educação e ao Governo do Estado para que olhem com carinho sobre a necessidade dessa reforma”, destacou Bessa.

Na área de mobilidade urbana, o deputado solicitou a recuperação da estrada que liga a comunidade de Nogueira a sede do município de Alvarães. “Os moradores do município me procuraram para falar sobre a situação dessa estrada. Ela é de uma importância tanto para os moradores quanto para os trabalhadores que atravessam todos os dias para Tefé, para os estudantes e para o escoamento da produção rural. É a principal forma de acesso terrestre ao município e precisa de atenção do Governo”, finalizou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •