Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O comentarista e ex-jogador Walter Casagrande publicou um artigo em seu blog no GloboEsporte na terça-feira (7) criticando o presidente Jair Bolsonaro e o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, em razão da postura adotada pela dupla diante da pandemia e da MP 984.

“Landim é o Bolsonaro do futebol brasileiro. O que essas duas figuras têm feito nos últimos meses compromete a saúde das pessoas, divide a população e, em vez de fortalecer o futebol, vai enfraquecê-lo ainda mais”, afirmou o ex-jogador.

“Bolsonaro virou chacota mundial ao dizer que a Covid-19 não passava de uma “gripezinha”. Com essa postura, tão insensível quanto irresponsável, chegamos à notícia desta terça-feira (7 de julho): a de que Bolsonaro contraiu a tal gripezinha. Landim foi na mesma linha, de negar o que acontece ao nosso redor. Ele perguntou no fim de maio: ‘Por que não voltar o futebol? Só porque a curva é ascendente?’”, completou.

O comentarista, que chegou a protagonizar um embate direto com o dirigente rubro-negro no programa Bem Amigos sobre a retomada do futebol, critica ainda a Medida Provisório 984, conquistada por Landim diante da aproximação com o ex-capitão.

“Depois de conseguir a volta do estadual do Rio, o Flamengo ‘venceu’ mais uma com a Medida Provisória 984, que dá ao time mandante o direito de negociar sozinho os direitos de transmissão do jogo. Landim defendeu a ideia, Bolsonaro assinou – e os dois comemoraram a ‘vitória”. Vitória pra quem?”, questionou.

Segundo o ex-jogador, essa MP privilegia apenas clubes de grandes torcida e pode prejudicar as demais equipes. “Isso não é pensar no coletivo, no bem de todo o futebol brasileiro, mas no próprio umbigo”, afirma. (Revista Fórum)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •