Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou um recurso do ministro da Educação, Abraham Weintraub, e manteve o depoimento do ministro à Polícia Federal por suposto crime de racismo.

O decano da suprema corte é o relator do inquérito aberto a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) depois das declarações de Weintraub em redes sociais sobre a China. O depoimento está marcado para esta quinta-feira (4).

O ministro Celso de Mello entendeu que ministros de Estado não têm a prerrogativa de marcar data, horário e local do depoimento quando figuram na condição de suspeitos, investigados, indiciados ou réus. No caso, Weintraub consta como investigado, informam os jornalistas Fernanda Vivas e Márcio Falcão, da TV Globo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •