Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Manter a saúde em dia é essencial para o bem-estar do corpo e da mente. Da mesma maneira que é importante ter uma alimentação equilibrada, praticar atividades físicas e ter um boa noite de sono, a realização dos exames periódicos também são fundamentais para quem busca uma vida saudável e com mais disposição para cumprir as atividades de uma rotina frenética que vivemos na sociedade atual.

De acordo com o cirurgião geral do Hapvida Saúde, Odcélio Silva, o check-up é um dos pilares da medicina preventiva que corresponde à união de dados da história clínica, exames laboratoriais e ergométricos – vinculados a uma análise de história pessoal do paciente em o objetivo de detectar doenças incipientes ou iniciais.

O cardiologista explica que o check-up é importante para a detecção e o tratamento precoce de possíveis doenças. “O aconselhável é manter uma periodicidade anual, mas em alguns casos esse tempo pode e deve ser menor, como em indivíduos portadores de hipertensão, colesterol alterado, diabetes, evitando que essas doenças se tornem graves”, destaca o médico.

Exames

Conforme explica Odicélio, o check-up é constituído por exame clínico geral e exames complementares como o hemograma, creatinina, glicemia, colesterol total e fração, triglicérides, ácido úrico, urina rotina. exames de fezes (parasitológico), eletrocardiograma, ergométrico e raios-X do tórax, entre outros.

De posse dos resultados o médico tem condições de determinar qual o tipo de conduta para o caso, como por exemplo, o aconselhamento de mudança dos hábitos de vida, recomendações com relação aos problemas do tabagismo, uso e medicamentos, outros exames complementares, etc. 

Através do check-up, pode-se detectar ainda, doenças graves como, por exemplo, o câncer de pulmão ainda em estágios iniciais, o que permite a cura. Dentre os principais exames que devem ser realizados periodicamente, o especialista destaca:

– Aferição da pressão arterial: essa técnica é feita para ter o controle da pressão arterial, diminuindo os riscos de infartos e derrames no caso da hipertensão.

– Hemograma completo: é um tipo de exame de sangue feito para medir a saúde geral do paciente. É muito usado para diagnosticar distúrbios como anemia, doenças autoimunes e leucemia. Geralmente é feito uma vez no ano desde os primeiros anos de vida. É importante para notar o estado sanguíneo e do sistema imune, apontando infecções e outras complicações.

– Teste ergométrico e eletrocardiograma: esses exames são fundamentais para apurar as condições cardiovasculares do paciente e prevenir complicações cardíacas.

– Ecocardiograma: um dos exames mais pedidos e essenciais após os 40 anos de idade. Essa investigação serve para ficar atento à saúde do coração.

– Exames oftalmológicos: exames de fundo de olho e da pressão se tornam mais comum após os 30 anos. Essa investigação ajuda a prevenir o glaucoma, por exemplo, diminuindo os riscos da degeneração macular.

Para as mulheres:

– Exames ginecológicos: o tradicional preventivo deve ser feito anualmente, no início da vida sexual da mulher. Além da ultrassonografia transvaginal e mamária que ajudam a detectar lesões, alterações do útero e atua na prevenção do câncer.

– Mamografia: esse exame é fundamental para a detecção do câncer de mama, muito comum nas mulheres. É exigido a partir dos 30 anos, porém, se torna obrigatório anualmente a partir dos 40.

Segundo o médico, além de estar em dia com os exames, cultivar hábitos saudáveis é importante: “Os hábitos saudáveis de vida, tais como alimentação balanceada, não ter vícios como fumar, praticar atividade física regular, dormir bem e diminuir o estresse diário, reduzem consideravelmente as chances do paciente desenvolver problemas de saúde”, finaliza.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •