Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Lutando contra a esclerose múltipla, a atriz Claudia Rodrigues comentou, em entrevista ao portal UOL, que passou “por uma quarentena de um ano e não morreu”.

Na batalha contra a doença neurológica e autoimune, Claudia enfrenta idas e vindas constantes de internações. Sobre o assunto, ela comentou que está acostuma com quarentenas, já que precisa se cuidar sempre.

“[A quarentena] Está muito chata, como para qualquer um. Mas já passei por uma quarentena de um ano e não morri. Estou em Curitiba, na casa da minha empresária e anjo da guarda, Adriane Bonato e faço minha rotina de atividades, só estou sem profissionais me acompanhando como sempre, por causa da quarentena. Mas estou me virando”, explicou.

Live

Para fugir do tédio e matar a saudade dos fãs, Claudia vai fazer uma live em seu canal do YouTube no próximo domingo (7/6), às 19h. “Minha live vai ter a cara da Claudinha, ou seja, será imprevisível! Vai ser diferente de todas que vocês já viram, estou preparando algo muito especial, mas se eu contar perde a graça. A única coisa que posso garantir, é que vou fazer vocês rirem muito comigo”, contou.

Responsável por uma série de personagens de sucesso, como em Zorra Total e Diarista, Claudia comentou como sente falta dos personagens que interpretou: “Tenho saudades de todas as personagens. Mas a Marinete foi a que me consagrou, portanto é a que sinto mais saudades, o programa era maravilhoso, a Marinete é a que o público mais sente falta”.

Sem citar nomes, a atriz comentou que alguns colegas de trabalho se afastaram dela. “Sinto falta de todo mundo na verdade. Sinto falta do meu programa, dos meus amigos. Mantenho muitas amizades e quem se afastou, se afastou porque não era minha amiga realmente. Então que bom que se afastou!”, afirmou. (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •